Tag Archives: São PAulo

Social Media Brasil–#smbr2011

Redes-Sociais

Depois de passar o dia todo vendo a repercussão do Social Media BRasil2011, que rolou no fim de semana, e as dezenas de posts e artigos sobre o evento, minhas consciência pesou por nada ter escrito, afinal estudo jornalismo. Então, por livre e espontânea pressão vou falar das minhas singelas e banais impressões:

  1. Gostei muito das palestras, apesar de ter muita gente para falar e pouco tempo para passar o conteúdo tão amplamente estudado por aqueles grandes profissionais;
  2. Adorei o cofee break!
  3. As meninas da recepção são super simpáticas, mas eu ainda me pergunto porque a maioria delas eram morenas, de cabelo liso e super lindas (modelos?).
  4. Redes Sociais = Relacionamentos: ok! Entendi, mas como vou construir isso com meu público TÃO diversificado e suuuuuper exigente? Saber analizar números e métricas é realmente o segredo? Como definitivamente conhecer esse público??? Já sei, já sei, já sei… vou ter que descobrir por mim mesma!
  5. Não achei um problema TÃO GRANDE não ter wi-fi. Afinal, o mínimo que se espera de um profissional é que ele tenha consigo SUAS ferramentas de trabalho. Se eu que sou uma mera universitária tenho 3G , porque tanta reclamação? Sem internet para o iPod ou sei la o que? Bom, cada um paga por suas escolhas…
  6. Palestras sem grandes intervalos e em 2 salas distintas, como deixar as palestras para ficar nas rodas de networking? Duas oportunidades ótimas que deveriam ser melhor distribuidas dentro do cronograma. Ainda bem que depois serão disponibilizadas as imagens do evento, assim podemos ver as palestras que perdemos. O networking vai ficar para depois.
  7. De tudo o que mais me incomodou é o nosso comportamento como participantes. A internet e as redes sociais é uma prática viciante, a ponto de muitas vezes ignorarmos quem esta ao redor. O mundo digital se torna paralelo ao real, e o diálogo entre os habitantes dos dois mundos é…estranho.

Se em um evento de Mídias Sociais (assunto de interesse do público que ali estava), nós participantes ficamos mais preocupados em produzir conteúdo compulsivamente do que aprender,  o que esperar do nosso comportamento em outras ocasiões??? Como vamos ouvir nosso cliente se, só nos preocupamos em falar???

Eu também dei meus TT’s, RT’s e Likes durante as palestras…mas ainda não é nada anormal, continuei indo no banheiro, andando pelos corredores, notando as pessoas, almoçando tranquila, tomando meu coffe break, sem ao menos lembrar da internet.

Deixe um comentário

Filed under Cotidiano, Eu

O Cortiço na “Estante empoeirada”

Há tempos não comprava um livro, me sentia vaziiiiiia por dentro…

Mas tudo mudou quando vi a máquina de sonhos…bem parecida com aquelas máquinas de chocolates que vemos nos filmes sabe?! Só que com um sabor MUUUUUUITO MELHOR….o de CONHECIMENTO!

No ensino médio tive uma fase super cool, só queria ler os famosos clássicos brasileiros como: Dom Casmurro, Vidas Secas, Memórias de um Sargento de Mílicias…Na época meu cérebro era beeeem menor do que já é, então imagine como era frustrante não entender a fundo o que o querido Machado de Assis queria dizer com toda aquela linguagem complexa?!

De todos os que li (que não foram muitos), um deles me conquistou com sua história envolvente, cheia de cores e sabores, sentimentos intensos, gingado, malícia, e todo o nosso tesão brasileiro. Foi com “O Cortiço” que Aluísio Azevedo me deixou de quatro pelo Naturalismo/Realismo. Eita vontade de morar no Rio de Janeiro e curtir AQUELE samba gostoso…

Foi ao ver este livro fantástico, a venda por apenas R$ 2,00 na Estação da Luz, que quase tive orgasmos múltiplos!

capacorticoBXcapacortico2BXcortico14904

*Imagem 1 e 2 são do desenhista Rodrigo Rosa

A máquina passou desapercebida por milhares de pessoas durante o dia que acabou, durante a semana que passou, durante o mês que voou…se soubessem o tesouro (um dos) que ali estava, com certeza haveria uma fila enorme para consumi-lo.

Seria ótimo se existissem máquinas iguais espalhadas pelo Terminais do SITU aqui em Jundiaí (SONHO!). Mas enquanto isso não acontece…vou reler “O Cortiço” antes que ele se acomode em minha prateleira empoeirada!

 

Deixe um comentário

Filed under Cotidiano, Cultura, Eu