“Até hoje ninguém conseguiu entender …”

Como se eu já não tivesse mais nada para pensar… minha mente resolve se perder em divagações e reflexões sobre esse sentimento incoerente, devasso e manipulador. Me vejo obrigada a dar um STOP no cotidiano, e me entregar as palavras. Boa Leitura!

Cantado e falado durante toda a história da humanidade. Certamente já tirou o sono daqueles que, angustiados, tentaram entender o que de fato és. Sentimento que ao lado do ódio se completa e inspira pintores, músicos e poetas. Utopia do homem moderno. Indecifrável, sempre nos deixa perplexos. Será que agora é?

Eu nunca entendera o tipo de sentimento que mantém minha mãe junto a meu pai, mas uma coisa é certa, se isso é amor, ele ficou gravado em mim como sinônimo de superação. E superação não é uma palavra qualquer.

Em meus 22 anos, pouco vivi e experimentei para ter certeza se já amei de verdade. Não me lembro de que foi meu primeiro amor, sabe aquele de infância?! É que depois deles passaram tantos que já não importa mais. Só lembro quem foi minha primeira “perca” porque doeu pra c%&$#@! … aquele “pé na bunda” gostoso que lhe tira do chão,  depois você deita no quintal a 1 da manhã, olha pra lua e fala…”morri”. Mas ai você supera, olha pra trás e diz: “ele não me merecia mesmo!”….rsrsrs…

A questão é: Sempre haverá uma pessoa capaz de marcar sua vida pra sempre. Uma pessoa que por ela você faria e superaria tudo. Uma pessoa que lhe faz perder o ar só de lembrar do cheiro, do olhar, do beijo… Uma pessoa que mesmo velha e chata você cuidaria. Uma pessoa que mesmo quando o sexo se tornasse missão impossível, você passaria o resto da vida conversando e filosofando sobre o mundo.

Não. Não me chamem de sonhadora, pois não acredito em príncipe encantado. A pessoa que me refiro não é perfeita, e é justo essa imperfeição que atrai. O problema é que muitas vezes essa pessoa já passou por nossas vidas, e por alguma razão medíocre e infantil, os caminhos se tornaram opostos.

Ainda assim, provas não faltam de que nossas histórias correm de maneira irônica e inesperada. Quantos caminhos já se reencontraram? É assim que o terreno da esperança se torna fértil. E o amor supera qualquer dor desde que sejamos capazes de nos permitir viver e recomeçar a cada dia.

Talvez A Pessoa já tenha passado por minha vida, e o sentimento (ousaria dizer amor?) a princípio era infantil, mas com o tempo vem amadurecendo. Ou talvez não e estou louca, alucinada e completamente enganada. Porque quando o assunto é amor, só temos a certeza de que não há certezas. Não há regras. Não há limites.

Nunca se sabe se na próxima esquina, na fila do banco ou no meio de expediente A Pessoa mais importante da sua vida vai aparecer. Basta uma pergunta desinteressada, um olhar, um aperto de mão ou um abraço apertado. Tudo tem sua hora certa, mas não perca a oportunidade de fazer hoje, o que talvez não possa fazer amanhã. O tempo para ser feliz é agora!

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Eu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s