“O castigo da soberba”

Associação Cultural Religarte começa o mês junino com releitura da obra do dramaturgo Ariano Suassuna, a comédia “O Auto da Compadecida”

“Arte pra mim não é produto de mercado. Podem me chamar de romântico. Arte pra mim é missão, vocação e festa.” Afirma o poeta, romancista e dramaturgo paraibano, Ariano Vilar Suassuna, traduzindo com sensibilidade o sentimento que corre nas veias dos amantes das artes.

Autor de obras imortais como “Auto da Compadecida” (1955), e “O Santo e a Porca” (1957), Suassuna cumpriu sua missão artística, deixou um rico legado e poderá ser indicado pelo Brasil como candidato ao Prêmio Nobel de Literatura de 2012. Fiel defensor da cultura nordestina, Suassuna foi o idealizador do Movimento Armorial, em 1970, com o objetivo de criar uma arte erudita a partir de elementos da cultura popular do Nordeste Brasileiro. Procurando orientar para esse fim todas as formas de expressões artísticas: música, dança, literatura, artes plásticas, teatro, cinema, arquitetura, entre outras intervenções.

Para aproximar os jundiaienses das obras de Ariano Suassuna, e marcar a entrada do mês junino, na noite dessa sexta-feira (1), às 20h30, no Teatro Polytheama, a Associação Cultural Religarte apresenta o espetáculo “O Auto da Compadecida”, sob a direção de Alexandre Ferreira, e participações do grupo Rick & Kelly, Gustavo Chechinatto, Eliane Brega e elenco de aproximadamente 60 pessoas.

De acordo com o diretor Alexandre, depois do espetáculo “Memórias de Maria”, a Religarte decidiu passar do drama para a comédia, e contar as peripécias de João Grilo e Chicó, os anti-heróis brasileiros. A peça já foi apresentada em 1999 pela Associação, mas agora, o texto foi adaptado para uma versão voltada ao tema junino, contando com quadrilhas e cenário dedicado ao resgate da essência do povo brasileiro.

O Auto da Compadecida (Filme)

A obra, que já foi tema de dois filmes, fala das aventuras de João Grilo (Matheus Natchergaele), um sertanejo pobre e mentiroso, e Chicó (Selton Mello), o mais covarde dos homens. Ambos lutam pelo pão de cada dia e atravessam por vários episódios enganando a todos da pequena cidade em que vivem, até conseguirem, através de suas confusões, a ira do temido Cangaceiro Severino de Aracaju (Marco Nanini). Abordando temas universais como a avareza humana e suas amargas consequências, por meio de personagens populares, Ariano Suassuna, nesta obra, prepara o espectador para um desfecho moralizante conforme os preceitos do cristianismo católico.

A catarse da história é o grande julgamento, onde os dois “canalhas” vão parar no “hall” de entrada entre o Céu e o Inferno. Deus (na figura de Cristo) e o Diabo julgam as almas que lá se encontram para verificarem onde podem pagar suas “dívidas da vida”: no Paraíso ou no Inferno… E mais uma vez João Grilo toma a frente e consegue “enganar” os Dois, ajudando seus amigos com a intervenção de Nossa Senhora. Ao escrever esta peça, onde combate o mundanismo, o autor (Ariano Suassuna) quis indicar que “a alma é um velho catre, cheio de insensatez e de solércia”. Baseou-se no espírito popular de sua gente (Nordeste), porque “acredita que esse povo sofre, é um povo salvo e tem direito a certas intimidades”.

Quem quiser conferir esse clássico nacional, e ainda dar boas risadas, os ingressos para a peça custam R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia – incluindo estudantes, idosos e classe artística) e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro, que fica na Rua Barão de Jundiaí, 176, Centro. Informações pelo telefone (11) 4586-2472.

Obs.: Matéria feita para o caderno Sirva-se, do JC, em 01.06.2012

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Sirva-se (JC)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s