‘Sexo, Orégano e Rock ‘HQ´ Roll’

Angeli tira obras marcantes do fundo da gaveta, no Itau Cultural

“Ao cruzar este caminho, terás a boca inebriada, a carne extasiada, a alma diluída. Serão infinitos os deleites. Salivas, escamas, sabores. Sangue, vísceras, venenos e amores…”, é assim que a curadora Carolina Guaycuru começa a aventura pela Ocupação Angeli. A trilha de fundo, forte e sensual, com música, conduz a viagem pelo excêntrico mundo do chargista Arnaldo Angeli Junior, o Angeli.

Além de homenagear o chargista, de acordo com o Itaú Cultural, as ocupações são criadas “para fomentar o diálogo da nova geração de artistas com os criadores que os influenciaram. O evento integra uma das políticas permanentes do Instituto, que é a preservação da memória artística”. Na exposição, o público tem acesso aos rascunhos de Angeli, conhecendo assim seu processo de criação. Percorrê-la é como observar de perto o artista em seu espaço produtivo.

A curadora Carolina Guaycuru, em entrevista exclusiva ao Sirva-se, contou que levou para a exposição “imagens que o público não tem acesso, como exemplo os cartazes de cinema. A intenção é mostrar o mundo de outro viés, tirando as obras, literalmente, do fundo da gaveta”. Carolina, arquiteta e designer gráfica, fala com propriedade sobre o autor e suas obras, pois além de trabalhar há 15 anos com Angeli, é também sua esposa.
Angeli já teve suas tiras publicadas em países como Alemanha, França, Itália, Espanha, Argentina e Portugal, e há quase 40 anos – desde 1973 – trabalha para a Folha de São Paulo. Do caderno de política ao de cultura, suas charges saem quatro vezes por semana no espaço nobre da página 2. Sua galeria é repleta de personagens marcantes pelo humor anárquico e urbano, mais de 28 mil desenhos já foram feitos. Para Angeli, a regra é não ter regras, contra a politicagem e o politicamente correto, a favor do “grande orgasmo universal” e da ironia, seus personagens nascem e morrem sem pudor ou nostalgia. Um dos grandes destaques de sua carreira é certamente a revista “Chiclete com Banana”, considerada uma das mais importantes publicações de quadrinhos adultos no Brasil, e realizada com a colaboração de nomes como Luiz Gê, Glauco, Roberto Paiva, Glauco Mattoso e Laerte Coutinho.
Entre seus personagens se destacam o esquerdista Meia Oito e Nanico, seu parceiro homossexual; Rê Bordosa, a “porralouca” dos anos 80; Luke e Tantra, adolescentes que só pensam em perder a virgindade; Wood & Stock, dois velhos hippies que perderam os neurônios na década de 60, entre outros não menos importantes.

“Ouse cruzar este caminho. E fique a memória encarregada do resto”

Quem não puder ir até o Itaú Cultural, pode conferir o hotsite da Ocupação Angeli e a programação no link www.itaucultural.org.br/ocupacao. A Ocupação fica até dia 29 de abril no prédio do Itaú Cultural, localizado na Avenida Paulista 149 – Paraíso [próximo à Estação Brigadeiro do Metrô]. O A entrada é franca, e os horários para visitação são de terça a sexta, das 9h às 20h; Sábados e domingos, das 11h às 20h. Informações: (11)2168-1777.

*Matéria publicada no caderno Sirva-se do dia 30/03/2012

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Sirva-se (JC)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s