Mude.

Mais do que intenso, 2011 foi uma loucura.
Libertei-me de velhos conceitos para poder caminhar mais leve.
Fiz escolhas drásticas e abri mão de coisas que não queria(e devia).
Conheci pessoas maravilhosas, e outras nem tanto assim.
Confiei. Trai. Fui traida.
Experimentei novas ideias e sensações.
Quebrei meus próprios preconceitos.
Ousei. Errei. Fui irresponsável. Me limitei. Me arrependi.
Amei errado. Me apaixonei pelos caras errados.
Descobri que sexo não é casual quando um dos dois esta apaixonado.
Me senti muito para alguém. E pouco para outro alguém.
Matei minhas curiosidades.
Primeiro porre, cigarro e tatuagem.
Andei na corda bamba, me desequilibrei.
Realizei sonhos mais rápido do que eu supunha ser capaz.
Acreditei em mim e me frustrei.
Desacreditei e me surpreendi. (maldita lei de Murphy!)
Desafiei meus próprios limites.
Fui impulsiva e mal criada.
E boazinha demais pra quem não dá valor.
Enfim,  viver é isso, um eterno aprendizado onde não se pode ter medo de errar.

Tenho muitas esperanças para 2012.
E espero não ter que sentir as consequências de meus erros tão cedo, esse ano promeeeete muitas realizações e não to preparada para contratempos!rsrsrs…
Então vem nimim 2012!

(primeiro post do ano ao som de “Who Says” – John Mayer) \o///

“Mude.
Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade. Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa. Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente,observando com atenção os lugares por onde você passa. Tome outros ônibus. Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias. Tire uma tarde inteira pra passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos. Veja o mundo de outras perspectivas. Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda. Durma do outro lado da cama… depois, procure dormir em outras camas. Assista a outros programas de TV, compre outros jornais… leia outros livros. Viva outros romances.Não faça do hábito um estilo de vida. Ame a novidade. Durma mais tarde. Durma mais cedo. Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua. Corrija a postura.Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias. Tente o novo todo dia, o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida. Tente.Busque novos amigos. Tente novos amores. Faça novas relações. Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida, compre pão em outra padaria. Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa. Escolha outro mercado… outra marca de sabonete, outro creme dental… tome banho em novos horários. Use canetas de outras cores. Vá passear em outros lugares. Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes. Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos, escrevas outras poesias. Jogue fora os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores. Abra conta em outro banco. Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus. Mude. Lembre-se que a vida é uma só. E pense seriamente em arrumar um novo emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano. Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as. Seja criativo. E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino. Experimente coisas novas. Troque novamente. Mude, de novo. Experimente outra vez. Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas. Mas não é isso o que importa. O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia. Só o que está morto não muda!” Pedro Bial

Anúncios

3 comentários

Filed under Eu

3 responses to “Mude.

  1. Karol Rabello!

    Cíntia! Que seja um ano de realizações e conquista a todos nós!! Um beijo grande!! Karol!

  2. Que bom que você gostou do meu poema Mude!

    Que, aliás, não é de Pedro Bial.

    Se puder, veja o poema todo, assim como o vídeo e o livro Mude, publicado pela Pandabooks e à venda nas maiores livrarias.

    Flores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s