Vida de Sardinha – O início

Depois de 6 anos andando de busão TODO DIA, resolvi retratar aquilo que estou cansada de ver. Carnaval, Páscoa, Dia das Mães, dos Pais, da Vó, Dia das Crianças, Natal, Ano Novo…por incrível que pareça, acho que já andei de ônibus em todos estes dias.

A idéia do Cidadonos já esta impregnada em minha cabeça, e por isso, como dona da minha cidade vou falar dos meus sonhos para Jundiaí!

Então segue o post de Hoje.

Todos aguardando até que algum motorista resolvesse parar

 

INDIFERENÇA = MAU CARÁTER


Fico impressionada com o caráter de alguns dos motoristas desta cidade.

Hoje. 7h55 da manhã. O ônibus 2908, da linha 952 – Term. Colônia/ Term. Central – parou em meio à Av. Henrique Andrés, mais conhecida como a rua do Cemitério do N. Sra. do Desterro, e não conseguia prosseguir por estar com sabe se lá que problema mecânico.

Vendo isso, o FDP do motorista que passou logo em seguida, da linha 941 indo para o Term. Central, NÃO PAROU mesmo que seu carro estivesse praticamente vazio e o motorista da linha quebrada pulando como um macaco para que ele parasse.

Agora me responda se isso tem alguma explicação plausível?????

FIM DA HISTÓRIA:

Mais de 50% dos passageiros acabaram seguindo a pé até seus destinos, enquanto os que ali permaneceram (tipo EU) só conseguiram que uma “alma caridosa” parasse a PORRA do ônibus após 10 minutos de espera. Como se fosse um favor e não uma obrigação, afinal, são quase 150 reais do meu salário todo mês. Dez minutos fazem toda diferença, e muita gente (como EU) chegou atrasada no trabalho.

Anúncios

2 comentários

Filed under Vida de Sardinha

2 responses to “Vida de Sardinha – O início

  1. Infelizmente essa é a atual realidade de nossa bela cidade. Ônibus lotado, filas enormes, alto custo das passagens entre outros fatores que sempre motivam os cidadão á comprarem ou tirar da garagem seus carros.Com isso, o transito se torna cada vez mais caótico em nossa cidade, e eu não vejo nenhum projeto por parte de nossos governantes para mudar isso.Aonde isso vai parar , não sabemos, só sabemos que o município está se popularizando cada vez mais graças aos inúmeros condomínios que aqui chegam diariamente.Se ao menos a cidade disponibilizasse ciclovias, muitos iriam de bicicleta ao trabalho, mais isso ainda é coisa de outro mundo para Jundiaí.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s